Porque não tem nada novo na loja?

"O BazarBizarro fechou?", "A loja acabou?", "Vocês não vão mais fazer roupas tamanho 6 anos?", "Por que não tem mais opções de tamanho?" - São algumas das perguntas mais recorrentes no meu inbox esses dias - seja no Whatsapp, no Face ou no e-mail. Comentei a respeito das mudanças em meus e-mails e nas redes sociais, mas vi que é essencial deixar aqui na loja uma explicação sobre o que está acontecendo.

Um renascimento:

Em Abril desse ano me vi obrigada a dispensar nossas meninas. Depois de quase 2 anos lutando com unhas e dentes contra essa instabilidade financeira toda que afeta o país, junto com algumas mudanças pessoais que também afetaram o andar do B², eu não tinha mais como seguir com a empresa da forma que estava. Mil contas, limitações financeiras, vendas instáveis e chegamos juntas a conclusão de que teríamos de parar ali. Não foi fácil aceitar e lidar com isso, liquidei todo o nosso estoque para quitar as pendências trabalhistas de 3 recisões e tentar acertar as pendências financeiras da melhor forma possível para encarar um recomeço. Dali pra frente eu voltaria a ser 100% da produção do BazarBizarro - faria sozinha o trabalho que, até então, era feito por 4 pessoas.

Eu sabia que seria um desafio, mas também sabia que já havia feito isso antes - comecei assim! Então arregacei as mangas e me comprometi a fazer o meu melhor. E aqui estou, fazendo o meu melhor loucamente e criando a nova coleção para vocês! 

E já que era para recomeçar resolvi olhar para tudo que podia ser melhorado. Ouvi vocês, através de uma pesquisa. Resolvi abraçar o novo em todos os sentidos e fazer algumas mudanças que há tempos queria fazer e postergava. Dispensei o tricoline como tecido principal de nossas peças e investi em peças 100% malha (Aqui você pode ver uma explicação mais detalhada a respeito). Isso me permitiu olhar para vários modelos que estavam em espera por não terem como ser adaptados com sucesso pro Tricoline. Também dispensei a estamparia que fazia nossas estampas corridas no silk, pois a qualidade não estava no patamar desejado em todas as peças e essa instabilidade afetava o resultado final dos produtos. Também ouvi os pedidos de quem já não pode mais comprar pela limitação de tamanhos e decidi aumentar a grade infantil até o tamanho 10 anos. Assumi como missão inquestionável o compromisso que sempre tive de oferecer roupas confortáveis, duráveis e de qualidade - se não for pra ser assim não entra na grade de produtos e ponto! 

Dá medo? Muito! Mas é preciso encarar os desafios se queremos evoluir, não? O BazarBizarro é o único sustento da minha família, meu sonho realizado e a única coisa no mundo que eu faço sorrindo mesmo no maior dos perrengues. Eu sei, sem sombras de dúvida, que ele vale a pena - nada me deixa mais feliz do que ver o sorriso de um pequeno todo colorido com algo que eu imaginei e criei!

Então o que esperar agora? 

Estou fazendo a nova coleção e me ajustando em termos de produção a essa nova realidade. Aumentar a grade de tamanhos aumentou também o volume de peças (Imagine, uma pessoa costurando o que 4 faziam, adicionando mais dois tamanhos a grade = MUITA COISA! rs). A nova coleção chegará na loja por volta do dia 11/06, com modelos 100% novos como mencionei, mas com algumas coisas diferentes do passado:

- As peças terão estoque menor de cada tamanho, para que eu dê conta de produzir um pouco mais rápido. (Faça as contas comigo e você entenderá: um novo modelo tem 11 tamanhos. Produzir 5 peças de cada tamanho significa costurar 55 peças. Multiplique um modelo por 3 estampas diferentes e você terá 165 peças para serem costuradas por alguém que tem que balancear a máquina de costura com casa, filhos, marketing, atendimento ao cliente, pedidos, administração financeira e muitas outras coisas que vem como consequência de vender online - receita pra loucura, né?). Então resolvi adaptar isso para que eu consiga ter mais opções em menos tempo, ou seja, menos será mais nesse caso!

- Essa primeira coleção será totalmente diferente de tudo que o B² já fez em termos de estampas. Menos estampas e mais peças lisas. Por que? Por que abraçar as peças em malha significa que, para ter as estampas ultra coloridas como era nas peças de tricoline, é necessário investir em estamparia digital. Esse é o meu plano, porém preciso antes de tudo levantar fundos para investir nisso. Esse investimento virá como consequência das vendas dessa primeira coleção, então comecemos no básico! Vocês verão peças lisas com detalhes estampados de tricoline, algumas estampas feitas no silk localizado (que fazemos aqui mesmo, eu e o marido, com qualidade garantida), outras com detalhes em estampas tie-dye também feitas por nós com muito carinho! Um primeiro passo até que eu possa chegar nas tão sonhadas estampas exclusivas digitais em malha 100% algodão, para que o B² entregue não só o colorido, mas também a garantia de uma roupa confortável e perfeita pra criança (ainda vou fazer um vídeo explicando pra vocês o porque de o poliéster ser um vilão!).

Resumindo, eu sei que tem sido frustrante pra vocês não acharem novidades durante todo esse período na loja (imaginem pra mim, que dependo 100% das vendas pra pagar as contas, sem ter novidade pra vender! rs), mas confiem em mim e esperem só mais um pouquinho! As peças novas estão ficando lindas e eu estou trabalhando com muito carinho, tenho certeza de que valerá a pena essa espera. 

Bora seguir colorindo esse Brasil comigo? <3 

Um abraço forte e cheio de coragem, de alguém quem tem trabalhado dias de 18hrs com muito amor para entregar um mundo novo pra vocês,
Kéli